terça-feira, 14 de maio de 2013

Psico



Este é provavelmente o primeiro filme a preto e branco que vejo na sua totalidade, contudo isso não me impediu de adorar a história de "Psico". Prefiro filmes a cores, pois estes têm mais vida.

"Psycho" está muito bem construído, tem uma realização extremamente bem conseguida a cargo de Alfred Hitchcock e está repleto de suspense. O filme em si tem terror, tensão, medo e prende-nos até ao seu final.

Gostei muito da banda sonora usada em algumas cenas, mas noutras o uso de música é um pouco irritante e exagerado. Também me agradou o que fizeram nos créditos iniciais de "Psycho".

A casa e o motel de Norman Bates (Anthony Perkins) metem respeito, a voz da mãe deste é assustadora e a sequência da libertação do corpo deixou-me agarrado ao ecrã devido ao clima de tensão presente nesta cena.

Janet Leigh esteve muito bem como Marion Crane e o que aconteceu à sua personagem, a meu ver, foi karma. Adorei a cena do chuveiro pois está quase perfeita, dando ao espetador momentos de verdadeiro terror e suspense.

Anthony Perkins brilhou como Norman Bates um personagem com atitudes peculiares, aparentemente inofensivo e que fora dominado pela sua mãe Norma Bates. A sua melhor cena foi a final, que termina com o olhar de psicopata de Norman.

"Psico" faz-nos pensar devido a variadas coisas, mas principalmente sobre o transtorno dissociativo de personalidade presente em Norman Bates.

"Hitchcock", filme estreado este ano nos cinemas, leva-nos aos bastidores de "Psycho" e recomendo que o vejam pois está muito bom. Recomendo também a série "Bates Motel" que nos leva à adolescência de Norman Bates, aqui desempenhado por Freddie Highmore.

"Bates Motel" revela como Norman se iniciou na taxidermia, atividade presente em "Pshyco". Esta primeira temporada mostra também a relação deste com a sua mãe Norma Bates, na série interpretada por Vera Farmiga.

"Psico" é um filme de 1960 realizado por Alfred Hitchcock, com argumento de Joseph Stefano e baseado no livro homónimo de Robert Bloch. No elenco estão presentes Anthony Perkins, Janet Leigh, John Gavin, Vera Miles, Martin Balsam, John McIntire, Simon Oakland, Patricia Hitchcock, Vaughn Taylor, Frank Albertson e Lurene Tuttle, entre outros.

Em resumo, "Psico" é um clássico e está excelente, portanto recomendo vivamente que vejam este filme.



5*

10 comentários:

  1. Oh Fred, por favor, como se a tua credibilidade não estivesse já suficientemente em baixo, ainda te sais com essa de que nunca viste um filme a preto e branco?
    Apaga essa parte antes que alguém leia isto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é a verdade... Ainda sou muito novo no que toca ao mundo do cinema, contudo ando a apostar cada vez mais na minha cultura cinematográfica.

      Eliminar
  2. Acho que antes de teres um blog e pretenderes ser um cinéfilo acho que deves aumentar a tua cultura cinematográfica, com risco de seres o Ed Wood dos blogs.

    Oh wait, se calhar nem sabes quem foi o Ed Wood... não, não é um filme com o Johnny Depp.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o que ando a fazer, ainda sou muito novo nesta área e tenho o blog porque gosto de cinema... Cumprimentos.

      Eliminar
    2. Mas "Ed Wood" também é um filme com Johnny Depp. ;)

      Eliminar
    3. A Vera tem razão... Eu por acaso não vi ainda, mas está na lista porque é realizado pelo GRANDE Tim Burton.

      Eliminar
  3. Gostei de ler a tua crítica. Ainda não tive oportunidade de ver nada da série "Bates Motel" e apesar de já ter feito like na página do facebook do "Bates Motel Portugal", confesso que ainda não me debrucei sobre a série, mas com certeza vou seguir.

    Já agora, Frederico, sugiro-te um filme a preto e branco e da era muda, que vi recentemente e achei interessante: "The Docks of New York" (1928) de Josef von Sternberg.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário e pela sugestão...
      "Bates Motel" é excelente, vê pois vais perceber ainda mais o mundo de "Psico".

      Eliminar
  4. Gostei da tua crítica, apesar de não ter visto ainda o filme. E por isso mesmo fiquei curiosa e vou vê lo o mais breve possível.
    Continuação de um bom blog ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vê. Eu andava um pouco cético enquanto ao filme, mas ainda bem que o vi pois é um dos melhores.

      Eliminar