segunda-feira, 16 de julho de 2012

Nome de Código: Cloverfield



A história do filme começa na festa de despedida de Rob (Michael Stahl-David), onde todos se divertem até que algo monstruoso acontece em Manhattan, Nova Iorque. Esta festa surpresa, preparada pelo seu irmão Jason (Mike Vogel) deve-se à ida de Rob para o Japão e até ao suposto terramoto tudo corria às mil maravilhas. Nesta festa estavam presentes alguns amigos de Rob e a sua amada, Beth (Odette Annable), que se foi embora depois de uma discussão com este.

Entretanto sente-se um abalo na cidade e de um momento para o outro o caos impera e Rob começa a fugir com os seus amigos. O melhor amigo de Rob, Hud (TJ Miller), que estava a gravar depoimentos dos convidados da festa, aproveita e grava tudo o que se passa, sendo esta gravação a prova de tudo o que se passou.

Para mim "Nome de Código: Cloverfield" (título nacional) é um dos melhores filmes de terror e suspense que já vi, a ideia de terem feito o filme em found-footage foi excelente e é um dos primeiros, se não o primeiro filme, deste tipo em que uma cidade é devastada por uma criatura monstruosa. Na luta pela sobrevivência Rob está com Lily (Jessica Lucas), Hud, Marlena (Lizzy Caplan), Rob e terão de ir ter com Beth que foi para sua casa. Será que Rob vai salvar a sua amada? Será que sobreviverá até a encontrar? Será que todos vão sobreviver a esta jornada?

Este é um filme excelente, onde quase não há tempos mortos e que tem alguns sustos. Algumas cenas com a câmara ao ombro são difíceis de se ver pois a imagem dá muitas voltas, mas é essencial para nos fazer estar presentes no filme. É de cortar a respiração, tem algumas cenas que dão voltas ao estômago e é deveras impressionante.

"Cloverfield" (título original) é um filme de 2008, realizado por Matt Reeves, com argumento a cargo de Drew Goddard e com produção de JJ Abrams. No elenco principal contamos com os nomes de Michael Stahl-David, Odette Annable, Mike Vogel, Jessica Lucas, TJ Miller e Lizzy Caplan.

Uma das coisas que notei neste filme é que a criatura é super parecida com a criatura de "Super 8", realizado por JJ Abrams em 2011. Só tenho pena de não ter visto "Nome de Código: Cloverfield" no cinema, pois se me arrepiei a vê-lo em casa, no cinema esse sentimento ia ser a dobrar ou a triplicar. É, sem dúvida, um filme para ver, rever e voltar a ver.


5*

Sem comentários:

Enviar um comentário