sexta-feira, 9 de março de 2012

O Despertar das Trevas


Este filme é mais um dos filmes de terror que têm saído em género de falso documentário, estando incluído no género ‘found footage’, um novo género de filmes. Mas é o primeiro filme de terror inserido neste género que fala sobre o exorcismo.

“O Despertar das Trevas” começa muito morno, mas vai aquecendo, mexe com o nervosismo do espectador e faz-nos pensar. O filme prega-nos sustos, está bem montado e tem um elenco bom, apesar de amador.

Basicamente é um filme que nos põe os nervos à flor da pele, pois trata de um tema peculiar e dá-nos voltas ao cérebro. O filme está bom, tem uma boa história e um bom ritmo.

Em ação de promoção do filme a MTV na antestreia deste colocou seis homens mascarados de padre na sala de cinema, o que intimida um bocado. Eu pensei que eles iriam pregar alguma partida ao público mas não, apesar de a sua presença ser um bocado constrangedora.

Se conseguir resistir até ao fim do filme, não saia da sala sem ver os créditos finais pois têm uma surpresa. Aguarde mesmo até ao fim.

“The Devil Inside”, título original, é um filme de 2012 que conta com realização, argumento e edição de William Brent Bell. No elenco principal temos Simon Quarterman, Suzan Crowley, Evan Helmuth, Ionut Grama e Fernanda Andrade, que é uma atriz de nacionalidade brasileira.

Em 1989, o serviço de emergência recebeu uma chamada de Maria Rossi (Suzan Crowley) a confessar que tinha morto três pessoas. 20 anos depois, a sua filha Isabella (Fernanda Andrade) procura respostas para o que aconteceu naquela noite.

O que será que se passou nessa noite? Descubra vendo “O Despertar das Trevas”. É um filme que trata de assuntos da religião, da ciência e da humanidade. Está bom o filme, veja.



3*

Sem comentários:

Enviar um comentário